Hipertensão e Hipotensão - Cuide do seu Coração

O coração bombeia cerca de 7570 litros de sangue por dia, percorrendo 96 560 km de artérias, veias e vasos. Para tal efeito, aplica uma força idêntica ao se pressionar uma bola de ténis, força essa que se denomina por pressão arterial.


Hipertensão: Existem dois tipos, a essencial (também chamada de primária) e a secundária. A hipertensão do tipo essencial, caracteriza-se pelo facto de não ser possível identificar a causa. Factores como o stress, a ansiedade, a obesidade, o tabagismo, alimentação rica em sal e sedentarismo contribuem para a hipertensão.

A hipertensão secundária, por sua, caracteriza-se por ser identificável a causa, sendo como causas mais comuns doenças ou lesões associadas aos rins. Outros problemas que podem ser responsáveis pela hipertensão secundária são as perturbações hormonais como a síndroma de Cushing e hipertiroidismo.


Considera-se hipertensão quando a pressão sistólica (Máxima) é 140 ou superior, e a diastólica (Mínima) de 90 ou maior.


Hipotensão: A baixa tensão arterial pode provocar tonturas e desmaios, podendo ter várias causas, como medicação, gravidez, disritmias cardíacas, perturbação endocrinas e desidratação.

Considera-se hipotensão quando a medição sistólica é inferior a 90 (Máxima) e a diastólica inferior a 60 (Mínima).


Nota: Na leitura da pressão arterial, há o hábito popular de em vez de se ler, por exemplo, 140 de máxima, ler-se 14 de máxima, o mesmo acontece com as mínimas.