Doenças Sexualmente Transmissíveis - Sífilis e Vírus da imunodeficiência humana (HIV)

O números de contágios de doenças sexualmente transmissíveis (DST) tem vindo a aumentar entre as populações mais jovens, com idades inferiores a 25 anos.


Em parte dos casos, as pessoas contaminadas com DST não têm sintomas ou apenas apresentação sensação leve de desconforto.

Quem tiver uma vida senxualmente activa, deve com frequência realizar exames médicos, assim como, caso seja conveniente usar protecção durante o acto sexual.

Sintomas relacionados:
  • Dor ou aumento de volume do pénis;

  • Dor durante a relação sexual ou durante a micção;

  • Exsudado uretral;

  • Ferida, verruga ou massas na região genital ou anal.

As DST podem ser causadas por um vírus, uma bactéria ou um parasita, sendo as mais comuns a Clamídia, a Gonorreia, as Verrugas genitais, Herpes genital, Sífilis, Cancróide, Piolhos púbicos e sarna, Tricomoníase e o Vírus da imunodeficiência humana

Sífilis

O surgimento de uma ferida aberta é o primeiro sintoma associado a esta doença, que tanto pode aparecer no pénis, como na boca, ânus ou mãos, podendo progredir, causando uma infecção que pode levar a erupção recorrente, assim como provocar lesões no coração e no sistema nervoso. A sífilis é tratavel com penicilina ou outros antibióticos.


Vírus da imunodeficiência humana

O vírus do HIV causa distúrbios no sistema imunitário da pessoa, destruindo a capacidade do organismo em combater as infecções. Os homens com VIH, que tenham sintomas como febre e fadiga, podem ser diagnosticados com uma doença desjgnada sida - síndroma da imunodeficência adquirida.


Não existe cura para a sida, no entanto existem fármacos que reduzem a progressão da doença quando previamente descoberta.